.












 

: : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :   CRÔNICAS    : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : : :
de
Hélder Câmara

    16/10/2005                 

Mundial de San Luis – 1
 

 


                    

 

    

      Em San Luis, na Argentina, entre 27 de setembro e 16 de outubro, a Fide promovia seu Campeonato Mundial, contando com a participação dos oito mais fortes GM-As da atualidade, à exceção de V. Kramnik.

Até a anti-penúltima rodada, o resultado embora parcial indicava o vencedor dessa prova: 1) V. Topalov (2788), 9 pontos em 12 possíveis; 2/3) P. Svidler (2738) e V. Anand (2788), 7.5; 4) A. Morozevich (2707), 6; 5/6) R. Kasimdzhanov (2670) e P. Leko (2763), 5; 7) M. Adams (2719), 4.5; 8) J. Polgar (2735), 3.5.



 

                          

                         
                                          V. Topalov                                                                           M. Adams

   

     V. Topalov (2788) x (2719) M. Adams (4ª rod, WCC, San Luis, 01.10.2005 – Inglesa, A 30).

     1 Cf3 Cf6 2 c4 e6 3 Cc3 c5 4 g3 b6 5 Bg2 Bb7 6 0-0 Be7

     Este Sistema Ouriçado contra a Ab. Inglesa é um dos mais sólidos em favor das pretas.

      7 Te1 Ce4

     Mais coerente é 7...d6 8 e4 a6 9 d4 cxd4 10 Cxd4 Dc7,com igualdade.

     8 d4!?

     Ou então, 8 Cxe4 Bxe4 9 d3 Bb7 10 e4 Cc6 11 d4 cxd4 12 Cxd4 Cxd4 13 Dxd4 0-0 14 b3 Bc5 15 Dc3 De7, com paridade, ½-½ in 54. Ponomariov x Anand, Sofia 2005.

     8...Cxc3 9 bxc3 Be4 10 Bf1

     Manobra modelo para evitar a troca de bispos, mas é interessante 10 Bh3!? Bxf3 11 exf3 cxd4 12 cxd4 Cc6 13 Be3 0-0 14 Tc1 Tc8 15 f4 Ca5 16 Dd3 g6 17 Bg2 e o jogo das brancas é preferível, embora ½-½ in 26. Kramnik x Judasin, Ol. Erevan 1996.

     10...d6!? N   (diag. 1)

 

                                              

          

     Antes, o padrão era 10...Bxf3 11 exf3 cxd4 12 cxd4 0-0 13 f4 Cc6 14 Be3 Tc8, com equilíbrio. Adams recusa-se a ceder seu par de bispos.

     11 h4!

     quem se apresse em evitar a dobradura em f3 com 11 Cd2.

     11...Cd7 12 d5 0-0 13 a4 h6 14 Bh3 exd5! 15 cxd5 Bf6!

     A verdade é que as pretas emergiram da abertura para o meio-jogo com uma posição favorável, peças mais ativas e maioria na ala da dama. O Fritz-9 registra para elas -0.62.

     16 Ta3 b5!?

     Era preferível 16...a6! As pretas, com suaformação iugoslava” de peões, d6 e c5, sentem-se jogando um aprazível Gambito Benko.

     17 axb5 Cb6 18 c4!  

     Esse, o golpe que escapou a Adams: se ele tomasse em d5, ficaria muito bem.

     18...Bxf3

     Era melhor 18...Cxc4 19 Ta4 Bxf3 20 Txc4 Bh5 21 Ta4 De7, com mútuas possibilidades, -0.24 F9.

     19 Txf3 Cxc4 20 Da4! Ce5 21 Ta3 Te8 22 h5! 

     Topalov não se descuida de seu ataque na ala do rei e este lance revela esse intento.

     22...Te7 23 Bf4 Tb8 24 Bf5! De8 25 Bc2! Dd7  (diag. 2)

 

                                           

   

     Era possível 25...Txb5!? 26 De4 g6 – se 26...Cg6? 27 Df5! – 27 Bxe5 Bxe5 28 hxg6 Tb4 29 Dh1!? Rg7 30 gxf7 Dxf7 31 e3, com jogo indefinido, +/-0.39 F9.

     26 De4 Cg6 27 Dd3 c4!?

     Isso, para não cair na passividade de 27...Cf8.

     28 Dxc4 Cxf4 29 Dxf4 Te5

     Não obstante suas cores opostas, o bispo das brancas é muito superior ao seu adversário.

     30 Df3 Dh3?  (diag. 3)

 

                                           

   

    Era forçado 30...Dxb5!? 31 Tb1 De8 32 Dd3 Txb1+ 33 Bxb1 g6 34 Df3 Bd8, com chances de sobrevivência.

     31 Txa7! Txh5 32 e3 Dh2+ 33 Rf1 Dh3+?

     O F9 indica 33...Dh1+ 34 Dxh1 Txh1+ 35 Re2 Bd4!, com esperanças de empatar, +-1.51.

     34 Re2 Te5 35 Tc7!

     Ameaçando 36 Th1

     35...Tc8?  (diag. 4)

 

                                          
   

     Depois de 35...Dh5 36 Dxh5 Txh5 37 Tb1 Txd5 38 b6 Tc7 39 Bb3! Txc7 40 bxc7 Tc8 41 Bc2!, ganhando.

     36 Bf5! Txf5 37 Txc8+ Rh7 38 Th1!, 1-0.  

                          
                                      
  
                                                       V. Topalov, campeão mundial da FIDE



 Estudos e problemas
 

801   A     (A. Hildebrand, Problem 1956/57 – 2ª MH) 1 Th7+ Rg8 2 g7 Ta6+ 3
                   Rb5 Ta5+ 4 Rb4 Ta4+ 5 Rb3 Ta3+ 6 Rb2 Ta2+ 7 Rc1! Txc2+ 8 Rb1!!
                   Tc1+ 9 Rb2 Tc2+ 10 Rb3 Tc3+ 11 Rb4 Tc4+ 12 Rb5 Tc5+ 13 Rb6+-.

         B       (W. Shinkman, 777 Chess Miniatures, 1908) 1 Rh5! Rf5 2 Dd4 e5 3
                   Df2#; 1…Rf4 2 Df2+ Re5 3 Cf7#; 1…Rf6 2 Df8+! Re5 3 Cf3#.

 

HOME :: PERFIL :: ATUALIDADES :: COLUNAS :: TEORIA :: COMPUTAÇÃO :: ARQUIVO :: XADREZ FEMININO :: LINKS :: CONTATO